Arquivo da tag: Raquel Zimmermann

Raquel Zimmermann para a Vogue Brasil junho/2011

Padrão

A top Raquel Zimmermann é a estrela da edição de junho/2011 da Vogue Brasil. Na capa de pegada clássica, a modelo aparece de cabelos curtos e em look total white em looks assinados por Henrique Gendre.

No editorial a top model incorpora uma femme fatale em “Revival Vamp”, usando looks inspirados na alfaiataria dos smokings fazendo alusão à sensualidade das mulheres poderosas, sejam elas dos anos 70 àquelas dos dias de hoje. Na versão publicada pela Vogue Brasil, o total black com decotes profundos e recortes, imperam e a sedução se torna protagonista. O resultado é um belo trabalho de styling de Luis Fiod que conseguiu expressar em belas imagens de moda duas óticas completamente diferentes para a década de 70, uma das principais tendências para os looks do Verão/2012.

Imagem do dia: Raquel Zimmermann para a campanha de inverno/2011 da Animale

Padrão

 

Entre as campanhas de inverno/2011 que já estão começando a ser lançadas, a da Animale, sem novidades, trás novamente Raquel Zimmermann em look montaria estilizado posando ao lado do conterrâneo Rômulo Pires para a campanha da marca. A direção criativa é de Luis Fiod.

Raquel Zimmermann para a Vogue Nippon, março/2011

Padrão

Adoro a Vogue Nippon, tanto quanto adoro a nossa top Raquel Zimmermann. Assim, eu não poderia deixar de postar sobre o ensaio do qual ela participa para a edição de março/2011 daquela revista.

Totalmente inspirado nas belas cenas de dança com Ginger Rogers e Fred Astaire, o ensaio intitulado de “Fred and Ginger” vem com a top e o coreógrafo Stephen Galloway em cenas chieas de movimento.

Os clics são de Inez & Vinnodh, com styling assindao por George Cortina. Raquel veste looks das últimas coleções de Marc Jacobs, Yves Saint Laurent e Salavatore Ferragamo, tudo ultra femininos, cheio de muita cor e vibração.

Raquel Zimmermann para a Animale. SPFW started!

Padrão

Black or white: Raquel Zimmermann em suas duas entradas para a Animale

 

Começou! Após o Fashion Rio, chegou a vez do SPFW mostrar o que a moda brasileira tem de melhor para a estação de inverno/2011. O primeiro desfile foi o da Animale e a top Raquel Zimmermann, como já vem ocorrendo há algumas temporadas, se apresentou na passarela da marca e como sempre arrasou.

Sobre a coleção, é tudo muito recente, mas uma coisa se pode falar: se a presença de Raquel no casting da Animale por tanto tempo poderia denotar repetição, isso não ocorre. A marca desfilou uma coleção minimalista e investiu na transparência em pontos chave nos seus looks de inverno. Tendência bastante observada nas passarelas de verão internacionais, ela também começou a ser vista por aqui hoje. Agradou em cheio!

Fotos: Reprodução

Louis Vuitton, campanha primavera-verão/2011: luxo e excesso aos extremos!

Padrão

A campanha de primavera-verão/2011 da Louis Vuitton não poupou em excessos e luxo, muuuito luxo. Parece que após as imagens mais recatadas da campanha de outono-inverno passada, Marc Jacobs procurou se superar mostrando tudo aquilo que não foi mostrado antes. Assim, escalou tops poderosas como Raquel Zimmermann, Freja Beha e Kristen McMenamy para serem clicadas por Steven Meisel em um estúdio de NY.

A campanha remete à imagem de um oriente que é ao mesmo tempo decadente e altamente ostentador. Ostentação, aliás, é tudo o que se pode dizer desta coleção da LV. Ela tem make forte e pesado, rendas, cetin, lurex, estampas chamativas, muita cor, brilhos e acessórios, muitos acessórios, além do carão das tops nas imagens da campanha, para combinar ainda mais com o clima ultra luxuoso da mesma.

Louis Vuitton: Os excessos da campanha primavera-verão/2011 (à esquerda) contrapondo com o recato da campanha de outono-inverno/2011 (à direita)

Raquel Zimmermann ruiva na Vogue US dez/2010

Padrão

As primeiras fotos do editorial “Straight Up” publicado na edição de dezembro/2010 da Vogue americana cairam recentemente na net e nelas a top Raquel Zimmermann posa com visual ruivo, cheio de olhares, muito luxo e glamour, tudo bem ao gosto da poderosa editrix Anna Wintour.

Complementando o visual da top, grifes como Jil Sander, Miu Miu, Gucci e outras, estão entre os looks usados por ela e que fizeram parte do styling sugerido por Camilla Nickerson para os clics assinados por David Sim´s.

 

Fotos: Reprodução

O crossdressing de Marc Jacobs para a Industrie Magazine e a continuidade das discussões sobre os gêneros na moda

Padrão

 

Ao ver a imagem de Marc Jacobs todo montado na capa da revista Industrie Magazine (foto acima) imediatamente me vi mais uma vez remetido às questões de gênero no universo da moda. Apesar de não ser essa a primeira vez que Marc se monta para uma revista, desta vez para a Industrie Magazine ele conseguiu esquentar ainda mais as discussões acerca dos gêneros, vestido de mulher para a capa e o recheio da publicação em fotos de Patrick Demarchelier e styling assinado por Katie Grand.

A discussão de gêneros já entrou, e não é de hoje, para a pauta fashion. Para exemplificar vale citar a campanha de outuno-inverno 2009 de Jean Paul Gaultier com a top Raquel Zimmermann “brincando” de ser menino e menina, o editorial “Come fere et soeur” publicado na edição de abril/2009 da Vogue Paris com a top Anna Selezneva,  James Franco na capa da Candy Magazine – revista especializada em crossdressing – os editoriais de Nicola Formichetti para a Arena+Homme e Hercules Magazine, a Vogue Turquia com o editorial “Androjen” onde o modelo Andrej Pejic que chega a ser a perfeita tradução do que significa “androginia” na atualidade, a campanha de inverno/2010 da Givenchy com a top transex brasileira Lea T., bem como o editorial “Venus in Fur” da Vogue Italia de novembro/2010. Após tudo isso foi a vez de Marc Jacobs, um dos designers mais influentes e festejados no mundo da moda se travestir de Mrs. Jacobs com muita pose e carão na capa e recheio da Industrie Magazine – publicação voltada aos bastidores dos negócios da moda.

O trabalho de Jacobs para a Industrie parece personificar de vez para o mainstream a vontade fashion que é a tônica do momento: liberdade. Mas isso também não é novidade, convenhamos. A diferença é que essa “nova” onda tranny acaba por representar aquilo que por muito tempo foi considerado como unissex (comum a homens e mulheres), propondo uma boa dose de transgressão, ou seja, que a apropriação de estilos e looks masculinos e femininos por pessoas de ambos os sexos não se resume somente ao modo de se vestir, mas sim, a todo um life style.

Momentos na moda chegam e vão embora em uma virada de estação, porém, esta nova estética e modo atualíssimos de se discutir os gêneros (algo como uma tendência) promete render belos e incríveis editoriais que certamente buscarão dar enfoques novos ao tema. Só resta saber se tal “tendência” ficará restrita apenas às páginas das revistas ou se poderá ganhar as ruas. Vamos aguardar para ver, pois se a discussão é muito interessante, os preconceitos ainda são fortes.

Raquel Zimmermann de menino e menina na campanha de outono-inverno/09 de Jean Paull Gaultier

 

Da mesma forma a top Anna Selezneva fez na edição de abril/09 da Vogue Paris

 

James Franco tirando “onda” em seu momento mulher para a Candy Magazine

 

A transex brasileira Amanda Lepore para a Hercules Magazine

 

O modelo Andrej Pejic na Vogue Turquia

 

A campanha de inverno 2010 da Givenchy com a top transexual brasileira Lea T.

O editorial “Venus in fur” da edição de novembro/2010 da Vogue Italia

 

Marc Jacobs no recheio da Industrie Magazine esquentando mais ainda a discussão sobre os gêneros na moda

 

Fotos: Reprodução