Arquivo da tag: Miuccia Prada

Da maturidade austera à jovialidade despojada, eis os homens da Prada

Padrão

De olho nas coleções masculinas apresentadas durante a última temporada de Milão, me chamou atenção a coleção da Prada. Não foi nada por causa da coleção em si, pois como muito pouco variam as roupas feitas para os homens, logo não se poderia esperar ver criações com grandes inovações. Na verdade o que se destacou nesta última coleção da Prada foi, ao meu ver, o foco que Miuccia procurou dar ao homem.

Se na coleção de inverno passada a estilista lançou mão de homens de meia idade, inclusive com a presença de alguns artistas de cinema em sua passarela, para valorizar a imagem de um homem maduro, austero, sóbrio e poderoso, para o inverno de 2013 a Prada levou muita jovialidade e looks coloridos para sua passarela.

Modelos com rostinho jovial e com um certo ar de desleixo em suas produções, parecem transparecer que, desta vez, a grife quer investir entre o seu público consumidor na imagem de um homem jovem, moderno e urbano, o típico homem das megalópoles mundiais, com ritmos de vida apressados mas que nem por isso abrem mão do bom gosto na hora de se vestir. Esse é o atual homem da Prada.

Um homem de aparência madura e austera, vestidos com looks sérios e de tons sóbrios. Esta foi a imagem masculina da Prada em seu inverno/2012.

Um homem de aparência madura e austera, vestidos com looks sérios e de tons sóbrios. Esta foi a imagem masculina da Prada em seu inverno/2012.

desfile-prada-milao-men-inverno2013_MONTADO

Jovialidade. Esta parece ser a característica principal que Miuccia Prada pretendeu imprimir à figura masculina de sua coleção de inverno/2013. O homem aparece mais despojado e ousado nas cores das roupas, tudo sem perder a elegância.

Fotos: Reprodução

Anúncios

Milão FW, spring/summer 2013: os sapatos da Prada

Padrão

À esquerda um tradicional “Okobo”, calçado tradicional usado pelas gueixas. À direita a recriação do “Okobo” para a coleção de verão/2013 da Prada.

 

Em todas as semanas de moda de Milão, não à toa a Prada é sempre uma das marcas mais aguardadas. A estilista da grife, Miuccia Prada, sempre consegue chamar a atenção com suas coleções. E em mais esta vez, não foi diferente. O motivo? Os acessórios, mas precisamente os sapatos.

Não que as roupas da coleção não mereçam ser citadas, mas neste post me prendi aos calçados. Miuccia se inspirou no Japão para criar os seus looks, assim, também no que se trata aos acessórios, não faltaram referências aos tradicionais calçados usados pelas gueixas, os chamados “okobos”, só que devidamente repaginados pelo olhar da estilista.

Plataformas altíssimas, algumas enfeitadas por flores em alto relevo “esculpidas” na madeira dos saltos, chamaram a atenção. Difícil imaginar alguém usando um desses, a não ser na passarela. Mas como tudo é possível, eu não estranharia nada se uma fashionista excêntrica como a Anna Dello Russo aparecesse montada em um desses por aí…

Quer ver mais sobre os calçados da Prada desta coleção de primavera/verão 2013? Separei algumas imagens na galeria abaixo:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Milão FW, Prada womenswear S/S 2012

Padrão

Miuccia Prada parece ter levado à sua passarela feminina de verão 2012 a doçura como a tônica para essa coleção, mas apenas parece, pois é complicado falar em um único foco ou em exatamente na inspiração para as coleções da Prada. O clima de mistério criado, inclusive, pela trilha sonora densa, proporciona a atmosfera perfeita para fazer sonhar e deixar a tdos divagando sobre questões como: sexo/sensualidade, sofisticação/minimalismo, poder/sedução, e, enfim, tantas outras palavras-chave que permearam a minha e certamente as demais cabeças daqueles que viram esta coleção.

Miuccia sempre guarda um carta  a mais em suas mangas e nunca entrega assim facilmente aquilo que, de fato, ela pretende apresentar. Penetrar nos domínios dos seu subconsciente é tarefa árdua (impossível? Quem sabe!). Em seus desfiles sempre existem muitas camadas de subjetividade e é necessário um bom (e aprofundado) exercício de interpretação para tentar chegar próximo àquilo que a designer propõe. Mas vamos lá dar uma arriscada acerca das pretensões de Miuccia nesta coleção…

As barrigas de fora e os tops da primeira parte do desfile, a saia lápis kitsch, os acessórios como brincos, cintos e colares, tudo isso leva a crer que a Prada está apresentando “mulheres-objeto” para o verão 2012 (algo que me remeteu de imediato à coleção de verão 2009 da grife).

A coleção, de início, dá a nítida impressão de estar sendo direcionada para um clima mais sexy (too sexy), mas quando você está esperando que os looks fiquem ainda mais sumários, Miuccia dá uma reviravolta e nos presenteia com saisas amplas plissadas, jaquetas de tafetá e bordados, muitos bordados brilhosos e discretamente aplicados em detalhes.

Especulações e críticas à parte, uma coisa é certa, a Prada mais uma vez fez um daqueles desfiles que estão entre os mais esperados na semana de moda de Milão e, agradando ou não, sempre dá (e muito!) o que falar.

Prada e as bolsas carregadas junto ao corpo

Padrão

Os desfiles da Prada (feminino e masculino) interessantemente sempre apresentam pontos em comum e nisso sempre lembro daqueles looks da coleção de inverno/2008 da marca, com os colarinhos altos e duplos e as transparências, looks bem parecidos tanto para as mulheres quanto para os homens, sendo que nestes as tais roupas causaram o maior estranhamento.

Nas últimas coleções da Prada, observei como ponto em comum entre as coleções masculina e feminina a maneira como as bolsas foram carregadas durante o desfile pelas tops na coleção de inverno 2011/12, bem parecida com o modo com que os homens da coleção masculina de verão/2012 também carregaram as suas: bem junto ao corpo, com aquele ar displicente de quem saiu com pressa para cumprir com as suas obrigações cotidianas. No caso dos homens, além das bolsas (que parecem grandes carteiras) eles carregam também os casacos. Enfim, a Prada é sempre inspiradora e nos brinda com imagens de moda únicas, coisas que Miuccia sabe (e consegue) fazer como poucas.

 

Interessantemente carregadas de qualquer jeito próximo ao corpo, assim as bolsas apareceram nas passarelas masculina e feminina da Prada

 

Fotos: Reprodução

As listras do verão/2011 da Prada foram tendência por aqui também no Fashion Rio

Padrão

A Lilian Pacce disse em seu blog que “O Fasion Rio é pradista”. Eu conferi e vi que é verdade! Desde que a Prada tirou as listras do estilo navy e as levou para as suas passarelas de verão/2011, tanto a feminina quanto a masculina, a moda não parou mais de fazer referências a elas. Aqui no Brasil eu já tinha apontado tais referências no desfile de abertura do Minas Trend Preview mês passado.

Terminada a semana de moda carioca no último fim de semana, eis que as tais listras novamente estiveram marcando presença em coleções brasileiras. Desta vez foi na passarela da Totem e da R. Groove que os ares lançados por Miuccia Prada lá em Milão com as suas listras de diversas cores e tamanhos apareceram. E como lá fora, aqui as listras também estão tanto em looks femininos como masculinos. É “pradismo” para agradar a todos os gêneros. Confira abaixo:

 

As listras em cores e tamanhos diversos nas criações da Prada (à esq.) e da Totem no Fashion Rio.

 

Nos looks masculinos a Prada investiu em tricôs para o verão europeu (à esq.). Aqui no Brasil a proposta foi usar as listras em camisas de malha de algodão, mais leves e adequadas ao verão tropical.

Fotos: Reprodução

Prada, inverno/2011: juventude, delicadeza e naturalidade

Padrão

Como sempre acontece o desfile da Prada ocorrido hoje (24.02) em Milão, foi mais uma vez um daqueles acontecimentos que todos querem ver e opinar em primeira mão sobre ele. Além disso, foi também (mais uma vez)cercado de muita especulação por parte não só da imprensa especializada, quanto do público presente ao evento. Todos querem saber o que Miuccia vai mostrar na passarela, quais tendências e acessórios a grife deve lançar e que serão copiados ao redor do planeta fashion. É interessante como a Prada, com toda a sua tradição e poder, consegue deter a aura que lhe concedem e que a torna capaz de ser vista como a grande criadora da moda na atualidade, é como se ela tivesse o poder de ditar o que vai acontecer de fato em termos de novidade no mundo da moda, poder esse que chega a se estender, inclusive, à new face que a grife lança em uma determinada estação.

Falando em new face, a eleita da vez chama-se Colline Michaelis (a modelo é a revelação da temporada e também desfilou para a Calvin Klein em NY). Ela foi a escolhida por Miuccia para abrir o desfile. Com aparência bem jovial, assim como as demais tops do casting, Colline conseguiu transparecer exatamente aquilo que esta coleção da Prada me parece ter pretendido expressar: juventude, delicadeza e naturalidade. Os looks vieram mais comerciais, em geral com cores leves, comprimento acima dos joelhos e sem aquele aspecto de estranhamento que costuma envolver as roupas desfiladas pela marca. Mais uma grande sacada de Miuccia que como uma impecável pensadora acerca da moda, jamais nos apresenta propostas fáceis de serem compreendidas, pois ela sempre nos convida a ir mais fundo em nossas análises sobre o que vem a ser a moda atual e sobre quais caminhos ela está trilhando (ou pretende trilhar). Mesmo aquilo que em um primeiro olhar pode parecer feio, acaba tendo a sua beleza revelada em nuances e detalhes nem sempre fáceis de serem percebidos.

Interessante também neste desfile, foi a forma como as modelos carregaram as bolsas: bem junto ao corpo, assim como as mulheres das grandes metrópoles da atualidade, preocupadas com os horários, o trabalho e a violência (por que não?) costumam andar. A mulher Prada reflete, claro, aquilo que se vê no mundo real.

  

  

  

Fotos: Reprodução

Prada, S/S 2011: preview da campanha

Padrão

Miuccia Prada concebeu uma coleção para ser amada ou odiada durante a última semana de moda de Milão, com looks cheios de ares retrô e com referências a Joséphine Baker, estrela dos anos 20. Todo esse clima que pôde ser observado claramente naquela coleção da grife, esteve presente também nos acessórios, tais como as pulseiras Charm´s, as correntes decoradas com instrumentos musicais latino-americanos e os famosos brincos em formatos de bananas (foto ao lado), lançados em coleção cápsula no último sábado (11.12) e que foram usados por Miuccia Prada no encerramento do desfile e na festa de inauguração da nova loja da grife em Londres.

Pois bem, fashionistas de peso como Anna Dello Russo, que declarou publicamente no twitter o seu mais recente sonho de consumo (um par de brincos da coleção de verão 2011 da Prada),  devem ter ficado, no mínimo, frustradas por não terem visto os tais acessórios nas imagens da campanha de verão 2011 da grife. As fotos, clicadas por Steven Meisel, começaram a cair na rede e, diferentemente do que se poderia esperar, os tais acessórios de ares tropicais não estão lá.

Abaixo, algumas das imagens da campanha de verão/2011 da Prada:

 

Fotos: Reprodução