Tendência: os anéis de unha da Chanel

Padrão
Quem precisa de esmalte quando se tem poderosos anéis de unha como estes das fotos? Foi esta a ideia lançada pela maison Chanel em seu desfile couture de inverno 2014, realizado na manhã desta terça-feira, 02 de julho, no Grand Palais, em Paris.
A grife comandada por Karl Lagerfeld normalmente apresenta entre as suas tradições, apresentar um novo tom-desejo de esmalte para colorir as unhas das mulheres. Desta vez a proposta da grife foi outra: em vez do esmalte a Chanel enfeitou os dedos das modelos com aneis e mais aneis de brilhantes da sua alta-joalheria. A proposta, que certamente vai logo virar hit, é usar um mix de peças até a ponta dos dedos, cobrindo as unhas.
DSC_7477.450x675
DSC_7474.450x6751
DSC_7395.450x6753
Fotos: Style.com

Que tal a nova diagramação da Vogue Brasil?

Padrão

 

Com uma diagramação bem diferente do padrão a que estamos acostumados em ver nas capas da Vogue, a edição brasileira de junho/2013 da publicação trás a eterna top Gisele Bündchen em uma edição especial intitulada “Corpo’, assinada pelo incensado fotógrafo Mario Testino. No editorial principal da revista, a top exibe sua boa forma dois meses após dar à luz Vivian Lake, sua segunda filha com o esportista Tom Brady.
Resta saber se o recheio da revista também passou por mudanças na diagramação… A publicação chega às bancas na próxima quarta-feira, 20/05.

Jornalistas de moda x Blogueiras de moda: tudo o que importa é somente aparecer?

Padrão
Anônimos2

Fotógrafos se acoovelam nos Jardins das Tulieres, em Paris. Seja famoso ou anônimo, todos querem os seus 15 minutinhos de fama.

Recentemente a toda poderosa editora de moda do “The New York Times” (NYT), Suzy Menkes,  lançou no ar uma polêmica acerca da cobertura jornalística de moda na era dominada pelos blogs e seus (suas) blogueiros(as).

Ao meu ver a opinião expressada por Menkes nem é, de fato, uma polêmica. Nem mesmo ela é a primeira pessoa a tecer críticas sobre os blogs de moda e os chamados “fashionistas”. Basta lembrarmos de Franca Sozzani, editora da Vogue Italia verbalizando que “odeia fashionistas“.

Na verdade, em um mundo como o da moda onde o apelo à imagem é extremado, não é difícil entender como tantas pessoas usam desse universo (o da moda) para tentar aparecer, o que vale para a imprensa e blogueiros/blogueiras de moda. É fácil entender como nesse meio os egos s inflamam com facilidade. Você ser convidado para um desfile, ser clicado por conta da roupa que você está usando, é tudo muito tentador.

Famosas

Time de famosas. Da esquerda para a direita: Elena Perminova, Michelle Harper, Natalie Joos, Miroslava Duma, Anya Ziourova, Anna Dello Russo e Giovanna Battaglia.

Em seu texto escrito para a “T Magazine“, do NYT, intitulado de “The Circus of Fashion“, Suzi Menkes relembra uma época em que os jornalistas de moda eram chamados de “corvos pretos”, por se apresentarem sempre vestidos de preto e chamando a atenção do público nas portas dos locais onde aconteciam os desfiles. Ao fazer a comparação com os dias atuais, Menkes cita mais um tipo de ave, não para descrever os jornalistas especializados em moda, mas sim os blogueiros/blogueiras que postam e escrevem sobre o assunto. A estes a editora deu o nome de “pavões”, em uma citação ao que acontece hoje. “Atualmente, as pessoas que se aglomeram do lado de fora dos desfiles são mais pavões do que corvos. Elas posam em seus vestidos de padronagens múltiplas com plataformas ou botas que sobem até as coxas”.

Lembram do caso da menina Tavi Gevinson em sua aparição na primeira fila do desfile de alta costura 2009/2010 da Dior em que a blogueira compareceu usando um enorme laço como acessório de cabeça? Na época Tavi sentiu a fúria de uma parte da imprensa de moda que sentiu ofendida por não estar ocupando a primeira fila do local de desfile e por ainda ter tido a visão dos looks comprometida pelo laçarote usado pela garota. Deu o que falar…

Anna Dello Russo e o blogueiro Bryanboy: no quesito look extravagante os dois são páreo duro.

Anna Dello Russo e o blogueiro Bryanboy: no quesito look extravagante os dois são páreo duro.

É toda essa confusão, esse exibicionismo extremado a que Menkes se refere ao falar do tal “fashion circus”, ou seja, ela procura criticar a confusão que virou a porta de um desfile, onde dezenas de blogueiras em busca de um clique praticamente se digladiam com as já famosas e que posam para os muitos fotógrafos que se aglomeram por ali. Nesse universo até a também editora da Vogue Nippon, Anna Dello Russo, e o blogueiro Bryanboy aparecem por causarem quando surgem aos locais de desfiles “montados” em seus figurinos exuberantes e pra lá de chamativos.

Enfim, polêmicas a parte o certo é que a disputa entre famosos e anônimos vai continuar acontecendo quando se trata dos eventos de moda. Não adianta querer apontar certo ou errado nisso. Há espaço para todos e

A Chanel entra na discussão e diz sim ao casamento gay na França!

Padrão

Sempre um clássico nos desfiles de alta costura, a Chanel levou mais uma vez ao Grand Palais, em Paris, toda a força e poder que a maison ainda ostenta, mesmo em tempos com ou sem crise. Assim, no cenário de uma floresta Karl Lagerfeld apresentou suas criações e, a exemplo do que fez a revista Elle francesa, levantou a bandeira a favor do casamento gay na França encerrando o desfile com duas modelos de mãos dadas e vestidas de noivas.

Chanel-alta-costura

Abaixo, o vídeo produzido pela própria Chanel mostrando um pouco dos bastidores de seu desfile de alta costura:

 

Moda e engajamento na Elle francesa de janeiro/2013

Padrão

Mariage-pour-tous-ELLE-s-engage_mode_une

A Elle francesa resolveu opinar mesmo sobre a questão da legalização do casamento gay na França. Enquanto os franceses tem saído às ruas nos últimos dias para protestar contra a legalização do casamento e das adoções por pessoas do mesmo sexo, a edição de janeiro da revista trouxe um casal de mulheres abraçadas e vestidas de noiva na capa.

Em seu editorial, intitulado “Casamento para todos! ” Valerie Toranian, editora-chefe da ELLE, disse que a publicação está comprometida com o projeto de lei que está sendo debatido. “Este é o sentido lógico da história da nossa empresa, que se baseia nos fundamentos atuais da liberdade individual e igualdade de todos perante a lei (…)“. Ela acrescentou ainda: “Hoje, não vemos por que o Estado se recusa a reconhecer duas pessoas do mesmo sexo em uma união civil.”

Da maturidade austera à jovialidade despojada, eis os homens da Prada

Padrão

De olho nas coleções masculinas apresentadas durante a última temporada de Milão, me chamou atenção a coleção da Prada. Não foi nada por causa da coleção em si, pois como muito pouco variam as roupas feitas para os homens, logo não se poderia esperar ver criações com grandes inovações. Na verdade o que se destacou nesta última coleção da Prada foi, ao meu ver, o foco que Miuccia procurou dar ao homem.

Se na coleção de inverno passada a estilista lançou mão de homens de meia idade, inclusive com a presença de alguns artistas de cinema em sua passarela, para valorizar a imagem de um homem maduro, austero, sóbrio e poderoso, para o inverno de 2013 a Prada levou muita jovialidade e looks coloridos para sua passarela.

Modelos com rostinho jovial e com um certo ar de desleixo em suas produções, parecem transparecer que, desta vez, a grife quer investir entre o seu público consumidor na imagem de um homem jovem, moderno e urbano, o típico homem das megalópoles mundiais, com ritmos de vida apressados mas que nem por isso abrem mão do bom gosto na hora de se vestir. Esse é o atual homem da Prada.

Um homem de aparência madura e austera, vestidos com looks sérios e de tons sóbrios. Esta foi a imagem masculina da Prada em seu inverno/2012.

Um homem de aparência madura e austera, vestidos com looks sérios e de tons sóbrios. Esta foi a imagem masculina da Prada em seu inverno/2012.

desfile-prada-milao-men-inverno2013_MONTADO

Jovialidade. Esta parece ser a característica principal que Miuccia Prada pretendeu imprimir à figura masculina de sua coleção de inverno/2013. O homem aparece mais despojado e ousado nas cores das roupas, tudo sem perder a elegância.

Fotos: Reprodução

Um pouco das melhores campanhas de moda de 2012

Padrão

Com 2013 chegando, que tal relembrar as campanhas de moda que marcaram este ano? Grandes fotógrafos, modelos e marcas se empenharam para criar trabalhos recheados de imagens, criatividade e inovação. Entre tantas campanhas legais, não é tão simples escolher as melhores, assim, selecionei nas imagens abaixo algumas das que mais me agradaram.

O que acharam?

Este slideshow necessita de JavaScript.