Os homens do período pós recessão

Padrão

O consumidor masculino, que praticamente estava ausente no início da recessão que se abateu sobre os Estados Unidos e boa parte da Europa, está voltando a comprar novamente. Um bom sinal para a economia e uma excelente razão para a alegria dos comerciantes, pois esse consumidor não está apenas comprando ternos e camisas, mas também fazendo algo que as mulheres já fazem há anos: investindo em acessórios.

Pulseiras, bolsas, óculos, lenços, chapéus, guarda-chuvas, sapatos, pastas de mão (como as de estilo envelope), os homens estão adquirindo tantos acessórios que alguns analistas prevêem crescimento das vendas de roupas masculinas e acessórios durante os primeiros três meses deste ano. Para conseguir atrair homens com acessórios tradicionais de mulheres, alguns designers estão dando a esses acessórios nomes e estilos viris. A imagem de um homem produzido assim como o modelo do desfile de inverno 2012 de Michael Bastian (foto acima) já é uma realidade.

O retorno do consumidor masculino tem amplas conseqüências para a economia. As vendas no varejo despencaram durante a recessão, com vendas de vestuário masculino caindo quase duas vezes mais rápido que o feminino em 2009, segundo uma análise global de negócios da IBM Serviços sobre dados de varejo. As mulheres começaram a comprar novamente, o que ajudou a impulsionar a recuperação junto. Mas os homens, com as compras de acessórios, fizeram as vendas subir mais de 8 por cento, superando o crescimento das vendas feitas às mulheres.

No caso dos homens, os gastos com acessórios é que está fazendo toda a diferença: as vendas cresceram 14 por cento no último semestre de 2011, algo em torno de 6 bilhões de dólares, de acordo com a pesquisa de mercado NPD Group.

  

Looks da coleção de inverno/2012 da Burberry e a grande variedade de acessórios para encantar os consumidores masculinos

Para ilustrar essa realidade, modelos masculinos que desfilaram as coleções de inverno 2012 na Semana de Moda de Nova York, mostraram, nas passarelas, um belo retrato desse retorno dos homens ao consumo de acessórios. Grifes como a Burberry, levaram para a passarela homens usavando, entre outros adornos, lenços, boinas, bolsas, guarda-chuvas, entre outros (fotos acima).

Ainda sobre a Burberry, nas lojas da marca as vendas de acessórios masculinos aumentou cerca de 50 por cento nos seis meses até setembro de 2011, em comparação com o mesmo período um ano atrás. Executivos da marca dizem que as vendas globais de bens dos homens dobrou, para 200 milhões de dólares em 2011 e que o cenário esperado para este ano é que as vendas dobrem, chegando a 400 milhões de dólares.

  

Lenços, óculos e sapatos entre os acessórios que a Prada desfilou (as duas primeiras fotos à esquerda) e o boné e os óculos escuros da Dior Homme inverno/2012

Sobre esse grande boom do consumo masculino por acessórios, designers de jóias e executivos da moda dizem que a tendência vem principalmente da Itália e Japão, onde os homens costumam apostar nos adornos para compor seus looks com indiferença. Por outro lado, e certamente que não podem deixar de ser citados, os blogs de moda masculina e de street style, em particular, influenciam consideravelmente os homens fazendo-os adotar rapidamente as tendências vistas mundo a fora.

Com um cenário tão animador assim, não é difícil de se entender os motivos que têm levado os editoriais de moda e as grifes a investir pesadamente no seguimento da moda masculina. Parece que após o desânimo provocado pela recessão os homens estão se redescobrindo e valorizando seus visuais. Sim, nós podemos!

…………………………………………………………………………………………………………………………………………….

O post acima foi adaptado a partir de um interessante artigo publicado pelo The New York Times, com o título “Men Step Out of the Recession, Bag on Hip, Bracelet on Wrist  que tratava do retorno dos homens ao mercado consumidor de moda, sobretudo ao de acessórios. A partir daí, e daquilo que muitas grifes voltadas aos homens tem mostrado em suas passarelas, vi que realmente essa é uma realidade, só não sabia do impacto que esse retorno tem causado na economia.

Imagens: Reprodução

Sobre L. Borges

Blogueiro ligado em moda e estilo e jornalista nas horas vagas (RSSSSS). A idéia de criar e manter um blog de moda, O "The Fashion View" remete a um projeto da época do curso de jornalismo na faculdade de comunicação social e através dele tenho um canal através do qual posso expressar, livre e independentemente, minhas idéias e impressões acerca de diversos assuntos relacionados ao universo da MODA e que são de meu interesse. Como profissional especializado no meio, vejo e admiro a moda como uma forma incrível de comunicação não verbal que, no atual contexto da chamada pós-modernidade, tornou-se mais do que nunca capaz de revelar gostos, sensações, sexualidade, atitude, personalidade, poder, enfim, a nossa própria identidade, afinal, quem foi que disse que moda diz respeito apenas a roupas e a futilidades?!?

Sua opinião é muito importante. Registre aqui o que você achou deste post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s