Alexandre Herchcovitch, coleção masculina de inverno/2012

Padrão

O desfile da coleção masculina de inverno 2012 de Alexandre Hechcovitch apresentada na última terça-feira, último dia de SPFW, foi mais um daqueles momentos úncos proporcionados pelo estilista que nos convida a cada coleção a pensar sobre moda e os rumos da mesma na contemporaneidade.

As influências judaicas, provenientes dos 12 anos em que Alexandre estudou em um colégio ortodoxo onde tinha aulas de hebraico com rabinos e estudava em classes somente para meninos, parecem ter sido marcantes nesta coleção. Mesmo não seguindo a tradição ortodoxa, Herchcovitch tem muita proximidade com a cultura judaica e para ele esse é um tema que ia mesmo surgir em algum momento em seu trabalho. O que tudo mostra, é que tal momento chegou e veio sabiamente carregado de referências, embora concebido com certo distanciamento, que resultou em uma das imagens mais fortes da temporada.

Herchcovitch desconstruiu a roupa super restrita dos ortodoxos e incorporou elementos da religião judaica e adereços de reza à sua alfaiataria. Esses elementos estiveram bem presentes em detalhes tais como:

  • As listras e os tons da coleção remetem ao Talit, o xale que os homens usam para rezar.
  • As mangas e luvas listradas de preto vêm do Tefilin, amuleto de couro que é amarrado no braço e na mão diariamente na hora da reza. Desde o barmitzvah os meninos passam a usar.
  • Os cintos são uma referência ao Gartel, faixa que se usa por cima dos casacões de inverno.
  • Alguns looks ainda levam o Shtraimel, tradicional chapéu de pele que faz parte do costume ortodoxo.
  • A série de looks brancos remete ao Na Nach, uma ramificação do judaísmo ortodoxo que não se vê muito no Brasil.

Igualmente às coleções masculina de inverno/2010 com suas referências ao medo, morte e sedução e a de inverno/2011 que remetia a um mundo futurista e apocalíptico, as quais, à primeira vista, pareciam ser altamente conceituais,  a de inverno/2012 também engana mas acaba revelando, através de um olhar mais apurado, ser comercial. É que por trás das sopreposições e das referências às vestes tradicionais judaicas, podemos encontrar bermudas, paletós, casacos e calças com a essência das criações de Herchcovitch e com a modelagem que define os próximos padrões da roupa masculina contemporânea.

Fotos: Reprodução

Sobre L. Borges

Blogueiro ligado em moda e estilo e jornalista nas horas vagas (RSSSSS). A idéia de criar e manter um blog de moda, O "The Fashion View" remete a um projeto da época do curso de jornalismo na faculdade de comunicação social e através dele tenho um canal através do qual posso expressar, livre e independentemente, minhas idéias e impressões acerca de diversos assuntos relacionados ao universo da MODA e que são de meu interesse. Como profissional especializado no meio, vejo e admiro a moda como uma forma incrível de comunicação não verbal que, no atual contexto da chamada pós-modernidade, tornou-se mais do que nunca capaz de revelar gostos, sensações, sexualidade, atitude, personalidade, poder, enfim, a nossa própria identidade, afinal, quem foi que disse que moda diz respeito apenas a roupas e a futilidades?!?

Uma resposta »

Sua opinião é muito importante. Registre aqui o que você achou deste post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s