A Balmain sem Christophe Decarnin

Padrão

Especulações à parte, hoje foi anunciada a saída de Christophe Decarnin do cargo de diretor criativo da Balmain. Os motivos ainda não são claros, mas a ausência do estilista no final do desfile de inverno/2011 da grife na última semana de moda de Paris deu sinais fortes de que a relação entre ele e a Balmain não estavam das melhores. À época, chegou a se comentar que ele estaria internado em uma clínica psiquiátrica, embora a informação oficial dada à imprensa foi a de que o estilista encontrava-se descansando após trabalhar exaustivamente na concepção da coleção de inverno da grife.

Muito se falou que Decarnin vinha sofrendo de desequilíbrios mentais (há, inclusive, um vídeo no site do GNT com a entrevista de Mario Mendes sobre a depressão que Decarnin vinha enfrentando), além de que haveria fortes conflitos entre ele e o presidente da Balmain, Alain Hivelin, contudo, o real motivo para o seu desligamento da empresa ainda é desconhecido.

Na maison desde 2005, quando ingressou no cargo de estilista, Christophe Decarnin assumiu a direção criativa da grife em 2007, quando ajudou a revigorar a Balenciaga. Imprimindo muito do seu estilo pessoal ao seu trabalho criativo na Balmain, ele foi um dos grandes responsáveis pela estética roqueira e militarista, tão marcantes e que fizeram da Balmain uma das marcas mais influentes e desejadas nos últimos anos.

Para quem, assim como eu, aprendeu a curtir o estilo de Christophe Decarnin, seguem abaixo algumas imagens que mostram muito do seu jeito de vestir, marcado pelo uso de jeans, calças skinny e jaquetas de couro pretas.

 

Fotos: Reprodução

Sobre L. Borges

Blogueiro ligado em moda e estilo e jornalista nas horas vagas (RSSSSS). A idéia de criar e manter um blog de moda, O "The Fashion View" remete a um projeto da época do curso de jornalismo na faculdade de comunicação social e através dele tenho um canal através do qual posso expressar, livre e independentemente, minhas idéias e impressões acerca de diversos assuntos relacionados ao universo da MODA e que são de meu interesse. Como profissional especializado no meio, vejo e admiro a moda como uma forma incrível de comunicação não verbal que, no atual contexto da chamada pós-modernidade, tornou-se mais do que nunca capaz de revelar gostos, sensações, sexualidade, atitude, personalidade, poder, enfim, a nossa própria identidade, afinal, quem foi que disse que moda diz respeito apenas a roupas e a futilidades?!?

Sua opinião é muito importante. Registre aqui o que você achou deste post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s