Elizabeth Taylor: diva do cinema e ícone de estilo

Padrão

Uma das grandes divas do cinema mundial faleceu hoje. Elizabeth Taylor que protagonizou cenas inesquecíveis no cinema nos deixa com a lembrança eterna da sua beleza e de seus inconfundíveis olhos azuis (os olhos de violeta, como também são chamados). De personalidade forte, seu nome marcou para sempre o cinema mundial bem como a moda. Aliás, com um estilo incontestável, a atriz nunca escondeu sua paixão por diamantes e por excessos de todos os tipos, seja nos cabelos, na maquiagem, nas roupas ou na quantidade de joias.

Inglesa de nascimento, mas filha de pais americanos, Liz Taylor foi para os Estados Unidos fugindo da segunda guerra mundial. Em 1942 estreou nos cinemas em “There´s one born every minute“, aos dez anos de idade, mas a fama só veio mais tarde quando ela interpretou o papel de uma jovem amazona em “A mocidade é assim mesmo” (1944).

O seu auge como atriz foi nos anos 70 e ela conseguiu ganhar dois Oscars, um pelo filme “Disque Butterfield Oito” (1960), interpretanto uma prostituta de luxo, e outro pelo papel de mulher alcóolatra em “Quem tem Medo de Virgínia Woolf?” (1963). Além desses filmes, sem dúvida o seu papel mais popular e o que a tornou ainda mais conhecida, foi como Cleópatra no filme homônimo de 1963, tornando-se a primeira estrela a receber 1 milhão de dólares por um único filme!

Enfim, como nem sempre o sucesso profissional caminha junto com a alegria na vida pessoal, Liz Taylor passou por momentos muito turbulentos. Se casou oito vezes. Abusou de bebidas alcóolicas e antidepressivos. Em seus últimos anos de vida esteve internada por várias vezes devido a um problema cardíaco. Sua última aparição nos cinemas foi em 1995 em uma pequena participação no filme “Os Flinstones“.

Hoje Elizabeth Taylor repousa e para todos aqueles que, como eu,  aprenderam a adimirar o seu talento e a sua beleza única nas telas dos cinemas, fica aqui registrada uma sincera homenagem. Morre a mulher Elizabeth Taylor, mas permanece vivo o mito que ultrapassou os limites das telas e de Hollywood.

 

Fotos: Reprodução

Sobre L. Borges

Blogueiro ligado em moda e estilo e jornalista nas horas vagas (RSSSSS). A idéia de criar e manter um blog de moda, O "The Fashion View" remete a um projeto da época do curso de jornalismo na faculdade de comunicação social e através dele tenho um canal através do qual posso expressar, livre e independentemente, minhas idéias e impressões acerca de diversos assuntos relacionados ao universo da MODA e que são de meu interesse. Como profissional especializado no meio, vejo e admiro a moda como uma forma incrível de comunicação não verbal que, no atual contexto da chamada pós-modernidade, tornou-se mais do que nunca capaz de revelar gostos, sensações, sexualidade, atitude, personalidade, poder, enfim, a nossa própria identidade, afinal, quem foi que disse que moda diz respeito apenas a roupas e a futilidades?!?

Sua opinião é muito importante. Registre aqui o que você achou deste post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s