Paris FW, S/S 2011: Alexander McQueen

Padrão

Um recomeço pode ser bem complicado tanto quanto ter a responsabilidade de levar adiante o trabalho que uma pessoa conseguiu realizar com maestria por tantos anos. Essa foi a missão de Sarah Burton, assistente de Alexander McQueen durante 14 anos. Sarah teve a difícil, porém grata tarefa de lançar a primeira coleção após a morte do famoso estilista e assim fez em um desfile aguardadíssimo.

O cenário foi o Palais de Tokyo onde a coleção assinada por Sarah Burton pôde ser apresentada, tendo como ponto forte a alfaiataria, tão cara a McQueen.  A coleção inspirada na natureza foi percebida, por exemplo, nos vestidos de folhas negras e douradas, bem como nas borboletas que adornavam o colo de um outro modelo. A ousadia da estilista também foi muito bem vista em seu trabalho com formas rígidas, tais como armaduras sobre o corpo feminino.

As referências ao passado aristocrático, bem característico do século XVIII, também fizeram parte das inspirações da designer e pôde ser notado em detalhes tais como os rufos, os vestidos com saias volumosas e outros elementos de época. O vestido de corpo trabalhado artesanalmente e que tem a parte de baixo coberta por penas de faisão (foto abaixo) é bem representativo, além de remeter perfeitamente à genialidade de McQueen, um expert nos trabalhos manuais e acabamentos artesanais, o que faziam de suas criações peças únicas. Com esta coleção, tudo indica que Sarah soube aproveitar toda a experiência acumulada ao lado do estilista britânico e se mostrou como uma perfeita discípula da genialidade do mestre.

 

 

Fotos: Reprodução

Sobre L. Borges

Blogueiro ligado em moda e estilo e jornalista nas horas vagas (RSSSSS). A idéia de criar e manter um blog de moda, O "The Fashion View" remete a um projeto da época do curso de jornalismo na faculdade de comunicação social e através dele tenho um canal através do qual posso expressar, livre e independentemente, minhas idéias e impressões acerca de diversos assuntos relacionados ao universo da MODA e que são de meu interesse. Como profissional especializado no meio, vejo e admiro a moda como uma forma incrível de comunicação não verbal que, no atual contexto da chamada pós-modernidade, tornou-se mais do que nunca capaz de revelar gostos, sensações, sexualidade, atitude, personalidade, poder, enfim, a nossa própria identidade, afinal, quem foi que disse que moda diz respeito apenas a roupas e a futilidades?!?

Uma resposta »

  1. Pingback: Lady Gaga para a Vogue US março/2011 « :: The Fashion View ::

Sua opinião é muito importante. Registre aqui o que você achou deste post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s