Franca Sozzani e Steven Meisel quebram as barreiras entre o real e o glamour para a Vogue Italia de agosto/2010

Padrão

É impossível deixar de comentar o editorial “Water & Oil” publicado na edição de agosto/2010 da Vogue Italia, inspirado na tragédia ambiental provocada pelo vazamento de milhares de litros de petróleo após um acidente na plataforma da empresa britânica BP no Golfo do México, causando cenas lamentáveis de morte e destruição.

Se a capa da publicação já traz em si um anúncio sutil e instigante, chamando os leitores a folhearem o editorial, as imagens feitas para a revista pelo o top fotógrafo Steven Meisel clicando a top Kristen McMenamy, conseguem dar mais uma demonstração de sua genialidade em cenas desconcertantes e interpretações bastante realistas da catástrofe e, apesar de alguns terem achado que o trabalho publicado pela Vogue Italia teria glamourizado o ocorrido, na verdade penso que é sempre válida toda e qualquer forma de chamar a atenção para essa e outras grandes tragédias ambientais que ocorrem ao redor do planeta, sempre com conseqüências drásticas para a natureza, envenenando e matando a flora e a fauna e prejudicando também a própria vida humana.

As cenas dramáticas da modelo posando como que morta  sobre as pedras em uma praia e com o corpo coberto por óleo, bem como o choque também causado por conta das caríssimas roupas usadas pela mesma para o editorial e que, obviamente, tiveram que ser descartadas após a sessão de fotos, já que foram estragadas pelo petróleo, são uma bela  e representativa metáfora da dimensão que um acidente de tal proporção causa.

Ao aproximar a moda de uma discussão que diz respeito a todos, como neste caso, a Vogue italiana consegue, com louvor, fazer um editorial anti-glamour, com imagens e cenários distantes daqueles que remetem a um lugar comum bastante presente nos demais editoriais de moda. O desespero e o sofrimento da top com seus looks destruídos podem ser também o nosso próprio desespero e sofrimento diante da destruição provocada pelo homem. Esta edição de agosto/2010, é certamente mais um clássico entre as grandes publicações de moda e sua editora, Franca Sozzani, consegue o mérito de quebrar a barreira entre o real e o glamour, o luxo e o lixo, a beleza e o horror.

 

 

Fotos: Reprodução

Sobre L. Borges

Blogueiro ligado em moda e estilo e jornalista nas horas vagas (RSSSSS). A idéia de criar e manter um blog de moda, O "The Fashion View" remete a um projeto da época do curso de jornalismo na faculdade de comunicação social e através dele tenho um canal através do qual posso expressar, livre e independentemente, minhas idéias e impressões acerca de diversos assuntos relacionados ao universo da MODA e que são de meu interesse. Como profissional especializado no meio, vejo e admiro a moda como uma forma incrível de comunicação não verbal que, no atual contexto da chamada pós-modernidade, tornou-se mais do que nunca capaz de revelar gostos, sensações, sexualidade, atitude, personalidade, poder, enfim, a nossa própria identidade, afinal, quem foi que disse que moda diz respeito apenas a roupas e a futilidades?!?

Sua opinião é muito importante. Registre aqui o que você achou deste post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s