Anna Wintour e os seus três dias em Milão

Padrão

 

Passada a temporada de moda de Milão a diaba é bem capaz de não mais usar Prada. É que a toda poderosa editrix da Vogue America, Anna Wintour, causou a maior reviravolta ao decidir que não ficaria mais do que três dias em Milão, levando à redução do calendário de moda da cidade.

Diz o ditado que “manda quem pode e obedece quem tem juízo”, mas a verdade é que com uma terrível sobreposição de horários e com um calendário “achatado”, uma semana de moda de oito dias se viu estranhamente diminuida para apenas quatro!

O descontentamento foi geral e não custou a ser manifestado. Pouco antes do desfile da Gucci, um grupo de garotas usando perucas loiras (imitando o corte de cabelo de Anna Wintour) e óculos escuros, exibiram camisetas com o sloganI will only stay three days” (algo como “eu vou ficar só três dias”) em um claro protesto à declaração da editora de moda e que gerou toda a confusão.

Só para dar uma idéia do quanto isso trouxe transtornos ao evento, o desfile de Giorgio Armani estava previsto para às 14h15 em um local e 45 minutos depois havia o da Moschino em um ponto distante da cidade, fato que tornou o deslocamento de um lugar para outro uma verdadeira loucura. Mario Boselli, presidente da Camera Nazionale della Moda Italiana comentou, visivelmente aborrecido: “pode ficar os dias que quiser, mas não venha nos aterrorizar dizendo que fica apenas três, de outro modo é melhor que fique em casa”.

Sobre L. Borges

Blogueiro ligado em moda e estilo e jornalista nas horas vagas (RSSSSS). A idéia de criar e manter um blog de moda, O "The Fashion View" remete a um projeto da época do curso de jornalismo na faculdade de comunicação social e através dele tenho um canal através do qual posso expressar, livre e independentemente, minhas idéias e impressões acerca de diversos assuntos relacionados ao universo da MODA e que são de meu interesse. Como profissional especializado no meio, vejo e admiro a moda como uma forma incrível de comunicação não verbal que, no atual contexto da chamada pós-modernidade, tornou-se mais do que nunca capaz de revelar gostos, sensações, sexualidade, atitude, personalidade, poder, enfim, a nossa própria identidade, afinal, quem foi que disse que moda diz respeito apenas a roupas e a futilidades?!?

Sua opinião é muito importante. Registre aqui o que você achou deste post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s