SPFW day#4: Glória Coelho une modernidade e consciência ecológica em coleção orgânica de arquitetura primorosa

Padrão

Esperado por muitos (incluindo eu, claro!), o quarto dia de SPFW não poderia ter começado melhor e tão logo encontrei tempo, sentei para escrever minhas impressões iniciais acerca do desfile da coleção de inverno 2010 da estilista Glória Coelho.

Mesmo com o atraso de quase uma hora a apresentação recompensou o cansaço de todos os presentes após a considerável espera com um desfile maravilhoso, cheio de momentos onde a natureza foi representada por looks revestidos em uma moldura orgânica e com uma arquitetura primorosa que, aliás, lembra bastante aquela vista nas últimas coleções da designer , sobretudo a apresentada em seu desfile de verão 2010. Aliás, parece que a temática moderna, tônica principal daquela coleção de verão continua fortíssima no inverno 2010 da estilista.

O grande diferencial no inverno 2010 de Glória Coelho, começou a partir do cenário ultra moderno pensado e criado para o desfile: uma pasarela feita com placas de energia solar, sobre a qual foi falado anteriormente aqui, chamando a atenção para questões politicamente corretas como o aproveitamento dos recursos naturais renováveis e que, por sua vez, nos faz ver e pensar a moda por uma ótima diferente, onde é possível existir um consumo sustentável. Todo esse cenário casou perfeitamente bem com os looks desfilados, nos quais modernidade e consciência ecológica aparecem bem ligados.

Na cartela de cores os tons claros, neutros e o nude prevaleceram. Quanto às formas e os volumes, como falado acima, as roupas foram concebidos a partir de uma arquitetura bem trabalhada, com muitos recortes e transparências, mas tudo sem grandes exageros e absurdos, resultando em uma coleção linda de se ver e também de usar. Os comprimentos são curtos (todos acima dos joelhos) e complementarmente aos recortes, a estilista usou uma espécie de segunda pele transparente, de mangas longas com bordados que lembram cristais  e listras em tons mais escuros.

Calçando as modelos, saltos bem altos cobertos com um tipo de “capa” colorida, protegendo e revestindo os pés de maneira moderna para não fugir ao conjunto dos looks.

 

Fotos: Reprodução

Sobre L. Borges

Blogueiro ligado em moda e estilo e jornalista nas horas vagas (RSSSSS). A idéia de criar e manter um blog de moda, O "The Fashion View" remete a um projeto da época do curso de jornalismo na faculdade de comunicação social e através dele tenho um canal através do qual posso expressar, livre e independentemente, minhas idéias e impressões acerca de diversos assuntos relacionados ao universo da MODA e que são de meu interesse. Como profissional especializado no meio, vejo e admiro a moda como uma forma incrível de comunicação não verbal que, no atual contexto da chamada pós-modernidade, tornou-se mais do que nunca capaz de revelar gostos, sensações, sexualidade, atitude, personalidade, poder, enfim, a nossa própria identidade, afinal, quem foi que disse que moda diz respeito apenas a roupas e a futilidades?!?

»

  1. Pingback: Paris FW, S/S 2011: Pedro Lourenço « :: The Fashion View ::

  2. Pingback: SPFW verão 2011: a viagem intergalática de Glória Coelho segue em frente. Até quando? « :: The Fashion View ::

  3. Pingback: Escola São Paulo e Glória Coelho | Moda Revenda

  4. Pingback: O inverno minimal e geométrico da Osklen « :: The Fashion View ::

Sua opinião é muito importante. Registre aqui o que você achou deste post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s