Uma coleção de muitas referências

Padrão

herchcovitch1 herchcovitch3

 

O desfile da coleção de Alexandre Herchcovitch, apresentada ontem na SPFW, trouxe entre as inspirações do estilista uma variedade de temas nos quais ele buscou referências para as suas criações. Cabarés dadaístas, musas cubistas, sonhos eróticos surrealistas e o punk alemão do início dos anos 80, tudo isso mostrado em somente 25 looks (!!!!) fizeram parte do “caldeirão de idéias” no qual Herchcovitch criou o seu inverno para 2009.

O resultado de toda essa, digamos assim, proeza,  foi um nó difícil de desmanchar na cabeça de quem esteve presente à pequena sala 4 onde aconteceu o desfile de Alexandre, fato este que causou muito estranhamento já que Herchcovitch é um dos grandes nomes da semana de moda de São Paulo… Mas voltando à coleção, foi complicado decifrá-la. Quando alguma idéia apresentada na pasarela começava a ser devidamente “sintetizada”, outra aparecia e aí a anterior já não fazia mais sentido algum… Assim foram vistos muitos looks com leggings de paetês sob minissaias, bermudas e calças, devidamente pretas, além de muitas listras e grafismos, brilhos e peles falsas.

Loucurinhas do estilista à parte, Alexandre Herchcovitch assegurou novamente muito bem o seu talento e assinou mais uma coleção, sempre bastante esperada por todos: imprensa e o público convidado.

Sobre L. Borges

Blogueiro ligado em moda e estilo e jornalista nas horas vagas (RSSSSS). A idéia de criar e manter um blog de moda, O "The Fashion View" remete a um projeto da época do curso de jornalismo na faculdade de comunicação social e através dele tenho um canal através do qual posso expressar, livre e independentemente, minhas idéias e impressões acerca de diversos assuntos relacionados ao universo da MODA e que são de meu interesse. Como profissional especializado no meio, vejo e admiro a moda como uma forma incrível de comunicação não verbal que, no atual contexto da chamada pós-modernidade, tornou-se mais do que nunca capaz de revelar gostos, sensações, sexualidade, atitude, personalidade, poder, enfim, a nossa própria identidade, afinal, quem foi que disse que moda diz respeito apenas a roupas e a futilidades?!?

Sua opinião é muito importante. Registre aqui o que você achou deste post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s